Partir en Géorgie

Quer descobrir a história oculta da Cidade Velha de Tbilisi?

découvrez l'histoire fascinante à travers les âges avec des récits captivants, des événements marquants et des personnages emblématiques.

As misteriosas origens de Tbilisi

Tbilisi, capital da Geórgia, é uma cidade repleta de lendas e rica em história. Repleta de vestígios do seu passado distante, fascina tanto pela sua arquitectura como pelas suas histórias centenárias. Descobrir as origens de Tbilisi significa mergulhar numa história repleta de mitos e factos históricos que se entrelaçam para pintar o retrato de uma cidade com um património excepcional.
Fundação Lendária
Segundo a lenda, foi Vakhtang I Gorgassali, rei da Península Ibérica no século V, quem fundou a cidade de Tbilisi. Seus campos de caça foram palco de um acontecimento significativo: o escaldamento de seu falcão ao entrar em contato com uma fonte termal. Maravilhado com este solo fértil, rodeado de fontes naturais de água quente, o rei decidiu fundar ali uma cidade, cujo nome é derivado de “tbili”, que significa “quente” em georgiano.
Raízes arqueológicas
Escavações arqueológicas lançaram luz científica sobre essas histórias. Revelam a presença de banhos de enxofre do século V. A estrutura urbana de Tbilisi tomou forma em torno destas nascentes, e é esta singularidade que contribuiu para a sua prosperidade. A cidade rapidamente adquiriu fortificações para se proteger de invasões.
Encruzilhada de culturas
Tbilisi cresceu em tamanho, estabelecendo-se como uma encruzilhada entre a Europa Oriental, a Ásia Menor e o Médio Oriente. Esta posição estratégica favoreceu as trocas comerciais ao mesmo tempo que estabeleceu uma clara diversidade cultural na arquitectura da cidade, misturando influências persas, árabes, bizantinas e, mais tarde, russas e soviéticas.
– Influências Persas: Palácios e mesquitas com motivos refinados
– Herança Bizantina: Igrejas e afrescos cristãos
– Marca árabe: Banhos e inscrições caligráficas
– Impressão russa: Fachadas clássicas e avenidas imponentes
Evolução através dos tempos
Com o tempo, Tbilisi continuou a evoluir, mantendo as cicatrizes das conquistas e reconstruções. Cada camada histórica adicionou sua pedra ao edifício, transformando a paisagem urbana em uma complexa teia de estilos e influências.
Tbilisi, museu ao ar livre
Hoje, passear por Tbilisi é como passear por um museu ao ar livre. A cidade velha, chamada “Dzveli Tbilisi”, é o coração vivo desta sobreposição histórica e cultural. As ruas de paralelepípedos levam às tradicionais casas georgianas com suas famosas varandas de madeira perfuradas.
Conclusão
As origens de Tbilisi, cheias de mistério, não podem ser reveladas numa curta visita. Você deve adotar o olhar de um explorador para investigar seu passado, explorar seus bairros e questionar seus monumentos. Os banhos de enxofre, as antigas fortificações, os vários edifícios religiosos e as residências históricas testemunham a riqueza de um património que atravessa os séculos. Tbilisi, uma cidade enigmática e cativante, continua a seduzir e intrigar, oferecendo um épico cativante a quem dedica tempo a desvendar os seus segredos.

Articles sur le même Sujet

Vous souhaitez Laisser un Commentaire ?